Dicas para iluminar o seu Jardim

Iluminar áreas externas não é uma tarefa fácil. Primeiro é preciso verificar na embalagem se o produto escolhido é resistente ao calor, poeira, umidade e chuva, portanto, aplicável a áreas externas.  

 Segundo, é necessário atenção à instalação para evitar que a chuva ou o vento danifique o equipamento. 

A luz artificial entra em ação quando não há luz natural e em se tratando de jardim o ideal é que a luz da lâmpada reproduza as cores das plantas, valorizando pontos positivos sem queimá-las.  As halógenas são as mais utilizadas em projetos paisagísticos pelo seu elevado índice de reprodução de cor, mas apresentam a desvantagem de ser quente e de transmitir calor à vegetação, ressecando suas folhas e queimando todo o ramo, o que não acontece com o LED. Uma grande vantagem do LED é que não emite radiação infravermelha nem ultravioleta, logo valoriza a beleza da planta sem prejudicá-la. 


A intensidade de luz também é um fator importante de valorização paisagística, principalmente quando se precisa projetar a luz a grande distância como, por exemplo, para destacar troncos e folhas de uma árvore alta. Neste aspecto, o refletor LED é uma alternativa bem eficaz. 


É importante também observar o uso das cores, mesmo que o bom senso e a criatividade sejam fatores decisivos. Luzes verdes, por exemplo, devem dar destaque à copa de árvores ou à vegetação. 

O clima que se deseja dar ao espaço pode ser influenciado diretamente pela temperatura de cor da lâmpada ou sua cor, por exemplo, temperaturas de cor mais baixas transmitem um ar mais sofisticado.  A determinação da cor ou temperatura de cor na iluminação externa depende da necessidade e objetivos que se pretende alcançar com esta iluminação. Se o objetivo é dar destaque, por exemplo, a luz branca é muito indicada. 

A escolha do tipo de luminárias dependerá do efeito desejado. Se quiser o efeito de sombra e vultos, também conhecido como backlight ou efeito selva, o recomendado é colocar luminárias entre a vegetação. Já para iluminar todo o jardim de forma uniforme, a iluminação geral pode ser feita com a instalação de postes e refletores. Para dar destaque a arbustos, esculturas ou qualquer outro objeto, a iluminação de destaque é obtida através de luminárias com facho direcionado ou embutidas no solo. A técnica up light é recomendada para valorizar uma árvore e, através de uma luminária embutida no solo, permite iluminar o tronco e a copa debaixo pra cima. Para proporcionar segurança contra acidentes no jardim, a iluminação de balizamento em passagens e escadas costumam ser feitas através de mini-postes ou embutidas no solo ou nos degraus. 

Por fim, a iluminação não tem só o papel de demarcar caminhos e proporcionar segurança, mas também deve decorar e destacar as formas à noite, transmitindo novas sensações, e passando desapercebida à noite. Assim como na iluminação de qualquer ambiente, para iluminar bem um jardim não há regras. O importante é valorizar o espaço, sem agredi-lo, buscando a naturalidade e a decoração de forma vigorosa e agradável.

Categoria de Produtos

   

JoomShaper